terça-feira, 6 de dezembro de 2011

O poeta e a poesia

Rosto feminino, Gino Hollander



Vai... Extravasa todo seu sentimento
tece a folha, esta que lhe confia.
Não se extravie em vãos momentos,
grite antes que tal ato se transforme em abulia.

Situe-se nas quimeras, aos sons de teus estertores
pause na reflexão ida do zazonamento.
Lança-te no mais profundo, ou se te faz feliz nos arredores
da gaveta esquecida das mágoas revividas, os tormentos.

Deixa-te peregrinar por entre seus traços
que a lágrima abrase tua alma,
permeie pela face e desfaleça em teus cansaços
e destarte concilie a harmonia da calma

Escassa é a vontade que te decifrem
Que importam todas as regras e críticas?
Que importam as sintaxes e rimas?
Técnicas... Todas essas são miragens.

Em seu delineamento meu corpo toma forma
em punho a pena, em ponta teus versos se transforma.
Vai poeta quero me fazer graciosa teoria
e da tua personalidade magnânima poesia.








5 comentários:

  1. Olá poetisa, seus "rabiscos cada vez mais crescentes, crescente como nossa amizade"
    Li a veracidade de suas letrinhas da primeira postagem até agora, compreendi teus momentos, aceitei seus silêncios...
    Rilke fez bem à você, sorte em seus escritos, sorte em sua vida, que ela seja a mescla de cores de Monet que você tanto fala, os reflexos de Sol que você tanto admira e nunca, "ouça" bem, nunca deixe de ser assim...
    Sincera
    Sucinta
    Forte
    Não há nada que te faça derrubar, ânimo sempre!

    Um beijo carinhoso, um bom Natal junto com os seus, e estou sempre perto. A amizade não foi esquecida, existe uma pausa necessitada, um distanciamento preciso, mas você amiga querida fiel escudeira está aqui...Sempre.

    ResponderExcluir
  2. Lindo! É maravilhoso saber que é possível transformar tristezas em algo belo, através da escrita.
    Abraços e Feliz Natal!!!

    ResponderExcluir
  3. CONVITE

    Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
    Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, leve e dinamico. Palpitamos sobre quase tudo, diversificamos as idéias. mas, o que vale mesmo, é a amizade que fizermos.

    Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.

    Abraços do
    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gosto da forma que usa as palavras, e as misturando faz-se poesia. Juntando todos os versos seus, poema, em simplicidade! '' Extravasa todo seu sentimento
    tece a folha, esta que lhe confia.'' Muito bom!

    ResponderExcluir